Além do espetáculo


2 Comments

Diário Gráfico de Renato Alarcão

Bom, já sabemos que a oficina foi foda, mas vamos explicar o por quê.

Continue reading

Advertisements


Leave a comment

Estudo de Leopold Schmutzler

Fiz hoje um estudo de mais ou menos uma hora e meia com nanquim uma tinta acrílica líquida semi-transparente:

Foi bom lembrar como é pintar com isso, apesar de estar bem desacostumado. Outra coisa que foi bem difícil de acostumar foi com a transparência do esquema: a cor mudava muito depois de secar. O legal dessa tinta é que era agradável dar várias camadas sucessivas de tinta, ao contrário da aquarela, com a qual eu me ferrei algumas vezes por isso.

Mas enfim, aqui estão os estudos!

Ah, sim, e a referência aqui! Eu só tinha visto esse trabalho dele, mas numa googlada deu pra ver que o cara é mais foda do que parece!


Leave a comment

Aquarelas

Só a título de registro das aquarelas 🙂


Leave a comment

Ordem ao caos

Eu havia feito uma ilustração para a capa de um fanzine do qual participei, o Vanguarda Chuva, e decidi pintá-la. Pensei em falar um pouco sobre o conceito que eu pensei ao fazer isso, mas eu cheguei à conclusão de que isso é com vocês.

Aqui vão as duas versões


Leave a comment

Jam Session 04 e outro

Hoje, vim fazer um post breve só pra não deixar a peteca cair. Tivemos o Jam 04 (sim, eu não tenho nada do 02 e do 03), e os temas foram pizza, diversão e algemas.

Tivemos resultados bem interessantes. Eu comecei 3 sketches, mas só um eu cheguei a definir algo, e ele está aqui:

Outro desenho que eu gostaria e postar aqui é esse:

Não pelo desenho, pois eu achei muito amador (no sentido ruim da palavra). Mas por outras duas razões. Um, nem só se desenha coisas interessantes (pelo menos eu). Eu vejo os blogs do pessoal por aí e só tem coisa foda. Eu gostaria, vez ou outra, ver alguma coisa meia-boca, pra saber que eles são humanos também, putamerda.

Dois, é que o processo desse personagem foi bem interessante. André Persi nos fez escolher uma cor e pesquisar sobre a sua psicologia. Eu, além disso, pesquisei um significado mais esotérico da coisa, e descobri que vermelho está associado a sefira de Geburah na Árvore da Vida, que se associa ao arcanjo Kamael. Ele é o arcanjo que nos fornece as ferramentas para tomarmos rumos diferentes para nossas vidas ou para lutar pelo que precisamos, além de seu símbolo mágico estar associado a uma serpente de duas cabeças. Isso dá pano pras mangas pra fazer um personagem fuderoso, mas como vocês podem ver, o resultado foi fraco. Nada disso que eu gostaria de passar está nesse personagem. Eu busquei referências em Joe Madureira para a armadura.

Bom, acho que é isso.

Vou tentar pegar os desenhos das outras pessoas do Jam e colocar aqui